Panmela Castro

BRASIL

1981

Originalmente pichadora do subúrbio do Rio, Panmela Castro é Mestre em artes pela UERJ e atualmente desenvolve projetos de artes visuais e perfomance, tendo realizado projetos em mais de 20 países. Interessou-se pelo diálogo que seu corpo feminino marginalizado estabelecia com a urbe, dedicando-se a construir performances a partir de experiências pessoais, em busca de uma afetividade recíproca com o outro de experiência similar. Na área da perfomance, possui como objeto de pesquisa o corpo feminino em diálogo com a paisagem urbana, a alteridade e as percepções trazidas pelas experiências na rua, na produção de arte pela urbe. Dentre suas experiências com performance está "Porquê?" apresentada no Museu do Bispo do Rosário (2016) e "Femme Maison" apresentada Trienal de Artes do Sesc de Sorocaba (2017), ambas realizadas a convite da curadora Daniela Labra. Teve seu trabalho exposto em instituições como o Stedelijk Museum; e está em coleções como das Nações Unidas. Recebeu inúmeras nomeações por seu ativismo pelos direitos humanos incluindo como uma das 150 mulheres bombando no mundo pela revista norte-americana Newsweek.

Batato

Batato

Óleo sobre tela 1989

Nua

Nua

Óleo sobre Tela 1988

AUTORRETRATO

AUTORRETRATO

Giz e pastel sobre papel 1980

Gustavo Marrone en su atelier

Gustavo Marrone en su atelier

Óleo sobre tela 1988

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

Técnica mista sobre tela 2018

LINKS ÚTEIS:

Fonte: