Renata Castillo

BRASIL

1992

RENATA CASTILLO [1992, SP] nasceu e vive na cidade de São Paulo. É artista que transita entre as artes visuais e cênicas, pesquisando performatividades e espacialidades. Sua prática é um caminho não-linear entre o observar a realidade e recriá-la com o uso de elementos naturais e precários na composição de cartografias, mapas e corpografias. Para a artista, trabalhar com matéria orgânica é uma forma de rever criticamente a colonialidade do poder sobre o descartar: hábitos social que nossa sociedade contemporânea herda do modelo branco-eurocêntrico moderno que se reflete na constituição geográfica do espaço.
Castillo desenvolve uma pesquisa prática em performance, tomando o espaço público e a própria corpa como laboratório- reflexo crítico de sua formação em Arquitetura e Urbanismo [FAU-USP 2018]. Se debruça na transfiguração de símbolos, no protagonismo dos processos corporais [sangue, excretas, pêlos], relacionando-os à natureza oprimida tanto na subjetividade como no que conforma o que é público.
Também é formada em Cenografia e Figurino pela SP Escola de Teatro [2017] e realizou intercâmbio na École Nationale Supérieure d'Architecture de Paris - La Villette [2014] onde estudou fotografia, arte e performance. Desde então desenvolve como procedimentos criativos e pedagógicos a deriva urbana, a coleta de descarte urbano e reaproveitamento de materiais. Participou da Residência Intersecções, no Memorial da Resistência de São Paulo [2018] e apresentou trabalhos na Exposição ‘Travessias Nômades’, da KA Arte e Cultura [2020], na Prague Quadrennial of Space Design and Performance e no Espaço Cultural Colabirinto [2019].

Fonte:

Necropolítica

Necropolítica

da Série Menarcas Urbanas - stencil sobre pano de chão e sangue colaboração: Bioncinha do Brasil (2017)

Necropolítica

Necropolítica

Performance/Intervenção Urbana realizada na Lapa, Rio de Janeiro. Sangue carimbado com as mãos e stencil. Colaboração com Bioncinha do Brasil. (2017)

Cuatro lunas descongelam

Cuatro lunas descongelam

Série Menarcas Urbanas - registro de performance na qual o conteúdo de sangue de 4 meses congelado em um preservativo é descongelado pela masturbação do mesmo (2015)

Sangue através

Sangue através

Série Menarcas Urbanas - registro de performance realizada no minhocão, em São Paulo. vestida de branco, num dia de chuva, benzida com o próprio sangue atravessa o elevado. fotografia Bárbara Camucce (2016)

Muda

Muda

Performance em que a artista leva escombros e abacateiros para plantá-los sobre uma viga de concreto. Registros de Mariana Carvalho (2016)

Pele urbana

Pele urbana

impressão digital sobre tecido, cobre (2020)

Satélite

Satélite

matéria orgânica, adesivo y papel (2015)

LINKS ÚTEIS:

Apoio:

© 2020 por Artistas Latinas

Site desenvolvido por Revés Produções

Esse é um projeto sem fins lucrativos

Políticas do Site

MDWDM-logo-large-1.png
UM TETO SEU VAZADO.png
REVÉS_VAZADO.png
HISTÓRIA_DA_PARTE_VAZADO.png

Realização:

Patrocínio:

Nós respeitamos a liberdade de expressão e advertimos que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.

  • Instagram - Black Circle