top of page
  • Foto do escritorEquipe Artistas Latinas

Galeria Lume abre “(segredo)”, exposição solo da artista Flávia Ventura

Atualizado: 7 de dez. de 2022

A mostra, que discute as violências de gênero e a sexualidade feminina, traz obras que fazem uma releitura crítica das imagens produzidas na indústria pornográfica tradicional


segredo), substantivo masculino

1. aquilo que a ninguém deve ser revelado; o que é secreto, sigiloso.

2. o que há de mais escondido; o que se oculta à vista e ao conhecimento.


Sem título, 2022. Quadro de Flávia Ventura. Foto: Ana Pigosso.

A partir de um processo que foca na reflexão crítica e na releitura do corpo erótico feminino, a artista plástica Flávia Ventura reúne 18 obras em mostra individual na Galeria Lume, em São Paulo, em cartaz a partir de 01 de setembro até 15 de outubro. Os quadros remetem ao orgasmo feminino como uma alegoria à resistência às violências de gênero, tendo como ponto central o potencial erótico do corpo, terreno muitas vezes desconhecido, um verdadeiro “(segredo)”, substantivo que dá nome à mostra.

Ao propor que o corpo da mulher deve existir como dispositivo de experimentação livre do mundo, e não como ferramenta de aprisionamento ou servidão, a artista elege o orgasmo como abordagem poética e de libertação, tratando o direito ao prazer em um amplo sentido, para além do sexual. O erótico não é apenas físico, mas também psicológico. Assim, as obras propõem um olhar sobre o implícito e o explícito, aquilo que se esconde e aquilo que se revela para cada um.

A intenção da artista ao transformar seus desenhos em quase borrões ou imagens em que os corpos, definições e figuras se percam, é produzir uma releitura crítica da visão que a indústria pornográfica tradicional traz para o público, trazendo subjetividade e nuances para a sexualidade. “Passei todos os últimos meses acessando sites pornô, assistindo os filmes e trazendo referências imagéticas a partir dali. Eu vejo as imagens e as redesenho de forma que as mulheres não apareçam violentadas”, explica a artista.

Os esboços iniciais costumam ser figurativos, mas o abstracionismo, eventualmente, se sobressai durante o processo da artista, de forma que a imagem fique mais complexa, como uma maneira de questionar a obviedade que a pornografia tradicional oferece.

“Para a [galeria] Lume eu decidi trazer desenhos e pinturas – um lugar interessante para pensar esse corpo desejante e pensar o erótico – porque na pintura eu encontro uma materialidade que me permite experimentar muito.”, comenta Flávia sobre o seu processo artístico.

A pintura dialoga e tensiona com o desenho, em uma constante investigação sobre a gestualidade, o rastro, o erro, o inacabado e o imperfeito, representando um corpo que pende entre a figura e a abstração como exercício de percepção das subjetividades.

Sobre Flávia Ventura

A artista plástica Flávia Ventura nasceu em Belo Horizonte, em 1991, mas vive e trabalha em São Paulo desde junho de 2022. A partir de uma pesquisa que se aprofunda sobre o orgasmo feminino, investiga o deslocamento de discursos e protagonismos em relação ao corpo, gênero, violência e sexo. Bacharela em Artes Plásticas com habilitação em pintura pela Escola Guignard (UEMG), propõe um tensionamento entre o desenho e a pintura, em diálogo com a performance, instalação e fotografia.

Sobre a Galeria Lume

A Galeria Lume foi fundada em 2011 com a proposta de fomentar o desenvolvimento de processos criativos contemporâneos ao lado de seus artistas e curadores convidados. Dirigida por Paulo Kassab Jr. e Victoria Zuffo, a Lume se dedica a romper fronteiras entre diferentes disciplinas e linguagens, através de um modelo único e audacioso que reforça o papel de São Paulo como um hub cultural e cidade em franca efervescência criativa.

A galeria representa um seleto grupo de artistas estabelecidos e emergentes, dedicado à introdução da arte em todas as suas mídias, voltados para a audiência nacional e internacional, através de um programa de exposições plural e associado a ideias que inspiram e impulsionam a discussão do espírito de época. Foca-se também no diálogo entre a produção de seus artistas e instituições, museus e coleções de relevância.

A presença ativa e orgânica da galeria no circuito resulta na difusão de suas propostas entre as mais importantes feiras de arte da atualidade, além de integrar e acompanhar também feiras alternativas. A galeria aposta na produção de publicações de seus artistas e realização de material para pesquisa e registro. Da mesma forma, a Lume se disponibiliza como espaço de reflexão e discussão. Recebe palestras, performances, seminários e apresentações artísticas de natureza diversa.

Serviço

(segredo), de Flávia Ventura

Texto curatorial: Paulo Kassab Jr.

Local: Galeria Lume, sala expositiva II

Evento de abertura: 1º de setembro, das 19h às 22h

Período expositivo: 01 de setembro a 15 de outubro

Horário: segunda a sexta, das 10h às 19h, e sábado, das 11h às 15h

Endereço: Rua Gumercindo Saraiva, 54 - Jardim Europa, São Paulo (SP)

Entrada gratuita

Informações para o público: tel.: (55) 11 4883-0351 / e-mail: contato@galerialume.com

117 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page