Alicia Leal

CUBA

1957

Alicia Leal Veloz é uma das artistas cubanas mais importantes e altamente influentes. Nascida em 1957 em Zaza del Medio, Sancti Spíritus, Cuba, formou-se em 1980 na Academia de Belas Artes San Alejandro de Havana. Leal trabalha na galeria-estúdio que compartilha com o marido, o renomado pintor Juan Moreira, localizado em El Vedado, distrito comercial central e bairro urbano de Havana.
No início, depois de se formar na Academia San Alejandro, a mais antiga escola de arte de Cuba, ela queria ser pintora expressionista, mas não conseguiu canalizar seus impulsos criativos para esse estilo. A busca por sua própria expressão pessoal a levou a uma maneira primitiva e ingênua de criar um mundo interior povoado por símbolos, contos e o desejo de se comunicar com a natureza. No trabalho de Alicia Leal, no qual se pode apreciar a apropriação da teoria medieval das cores, o layout espacial e o deleite decorativo em tecidos, pisos e cortinas remanescentes de Matisse, as mulheres desempenham um papel central, tanto como refúgio quanto na imagem recorrente do Virgem da Caridade, santa padroeira de Cuba e eterna protetora de marinheiros e pescadores sincretizados com o sensual Ochún das religiões afro-cubanas, na pungente morte de Martí, onde o apóstolo da independência cubana, nos braços de um anjo, embarca na jornada à imortalidade, nos seres voadores chagallescos, que se referem a outras dimensões diferentes do que é retratado, e até mesmo na série dedicada ao circo em que as mulheres participam de um mundo microcósmico no qual a pintora parece perceber semelhanças sutis com a sociedade, por trás do espetáculo, com luzes e máscaras.
Alicia Leal realizou exposições em Havana, Matanzas e Sancti Spíritus em Cuba, em Kuala Lumpur, Kingston, Houston e Berlim, além de participar de várias exposições coletivas internacionais. Seu trabalho faz parte de muitas coleções públicas e privadas em todo o mundo.

Batato

Batato

Óleo sobre tela 1989

Nua

Nua

Óleo sobre Tela 1988

AUTORRETRATO

AUTORRETRATO

Giz e pastel sobre papel 1980

Gustavo Marrone en su atelier

Gustavo Marrone en su atelier

Óleo sobre tela 1988

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

Técnica mista sobre tela 2018

LINKS ÚTEIS:

Fonte: