Bartira Dias

BRASIL

1981

Mãe de Inaiê e Dandara, artista cratense, caminhante, performer, artivista e poeta. Vive em trânsito, dos interiores sertanejos às praias. Anarquista dançante e nômade. De formação é doutora e mestra em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC) em que trabalhou temas como Arte, Resistência, Artivismo, e Performance como possível (sub)metodologia para pensar as diferenças de gênero, classe e raça no espaço científico acadêmico. Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), onde iniciou uma pesquisa sobre arte e loucura, culminando no Livro Noor em Nós (2010), premiado pelo edital de Autor(a) Cearense Caetano Ximenes Aragão (Poesia), buscou trazer de forma poética a experiência vivenciada com mulheres internadas em um hospital psiquiátrico no ano de 2005. Fez parte do Primeiro programa de Pesquisa de Linguagem em Artes Visuais através do Vila das Artes na cidade de Fortaleza-Ce, em 2011, e finalizou o curso de Princípios básicos de Teatro no Teatro José Alencar na mesma cidade. Trabalha com a linguagem da Performance desde o ano 2002 e integra os coletivos de arte e ativismo (artivismo), XanasrecitamXanas e PARE (Provocação Artística Ritual Experimental).

Batato

Batato

Óleo sobre tela 1989

Nua

Nua

Óleo sobre Tela 1988

AUTORRETRATO

AUTORRETRATO

Giz e pastel sobre papel 1980

Gustavo Marrone en su atelier

Gustavo Marrone en su atelier

Óleo sobre tela 1988

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

Técnica mista sobre tela 2018

LINKS ÚTEIS:

Fonte: