Carolina Amorim

BRASIL

Fotógrafa com bacharel em jornalismo, Carolina atua como artista visual, pesquisadora e atelierista na escola Pedra da Gávea. Em 2019 participou da Feira Oriente e recebeu como premiação uma bolsa para residência artística na Casero, Rio de Janeiro. Integrou-se na coletiva “Delicadezas" curadoria Ateliê Oriente durante o Festival Tiradentes de Fotografia (MG), e Paraty em Foco(RJ); e "Femininos Pessoais" curadoria por Rococó no Centro Cultural da Justiça Federal do RJ. Em 2018 realizou sua primeira exposição individual “Território do olhar” na AB Galeria curadoria Keyna Eleison. Durante o ano de 2019 e 2017 fez parte da turma de Investigações Fotográficas no CAP/ RJ. Em 2017 foi selecionada para a primeira exibição do FOTO ARTE na Galeria Oriente RJ. Participou da exposição coletiva “Meus olhos te tocam” curadoria de Lucia Avancini e Marilou Wino Grade no Centro de Arte Calouste Gulbekian RJ. E também em 2017 na exposição “Fio, Corpo e Terra” no espaço Saracura RJ, acompanhamento curatorial de Maria Catarina Duncan.
“A artista apresenta um território sem fronteiras, aonde convivem memórias e invenções de memórias. Cria um espaço- tempo próprio. Onde o corpo é um território do olhar. Ele e sua natural sensualidade andam pelas imagens sem limites ou amarras. Seu traço, sua potência, sua imagem está nesse olhar, mas muito além do espelho, Carolina executa propostas de intimidade que não podem partir senão dela mesma, para que assim seja de verdade.
Fotografias impressas em papel, em acrílico, múltiplas exposições, folhas secas, linhas, tinta; Carolina Amorim se coloca múltipla. Múltiplas formas de fotografar e revelar esta fotografia, múltiplas visadas de intimidade, múltiplas trocas. Trabalho em cima do trabalho”, Keyna Eleison.

Batato

Batato

Óleo sobre tela 1989

Nua

Nua

Óleo sobre Tela 1988

AUTORRETRATO

AUTORRETRATO

Giz e pastel sobre papel 1980

Gustavo Marrone en su atelier

Gustavo Marrone en su atelier

Óleo sobre tela 1988

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

Técnica mista sobre tela 2018

LINKS ÚTEIS:

Fonte: