Gabriela Novoa

EL SALVADOR

1991

Gabriela Novoa é cineasta, performer e artista visual. Formada em Licenciatura em Artes Plásticas pela Faculdade El Salvador (2016), possui diploma em direitos sexuais e de reprodução do Coletivo Ixchel no mesmo ano. Participou da Residência Arte e Identidade por Nerea Ubieto e Olalla Gomez no Laberinth Project (2017) e na residência artística sobre gênero Rapaces com Patrícia Belli (2018). Participou do curso Corpo e Ação, por Regina Galindo no FUNBA (2020). O trabalho da artista aborda temas sobre a construção de gênero e sexualidade por meio de várias linguagens que transitam entre vídeo performance, bordado, instalação e colagem. Em 2016 realiza a intervenção Geografía Contenida na Plaza Barrios, na frente de uma das mais importantes igrejas católicas do país, onde instalou um banquete de doces tradicionais nacionais com o formato de órgãos sexuais, a fim de abrir um diálogo sobre sexualidades entre os participantes. A mesma obra foi reprojetada em diferentes espaços culturais após sua repercussão artística. Seus curta-metragens são métodos utilizados para tornar públicos relatos de abuso de poder do governo salvadorenho, abrindo diálogo sobre questões sociais e políticos no país. Sua pesquisa tem início a partir de inquietações que vêm de sua experiência pessoal, que a artista propõe trabalhar através de vivências e diálogos que finalmente são transformadas em uma vasta produção artística. Com suas obras comestíveis, realiza a exposição individual de arte comestível Tu piel desintegrandose en mis lábios, Guatemala (2018). Além disso, participa da Exposição coletiva de Site Specific no edifício Cristo Negro, no centro histórico do El Salvador (2019) e a exposição individual Lazos, um estudo sobre a violência de gênero e das relações interpessoais em La Casa Tomada, El Salvador (2019). Foi ganhadora de um prêmio na categoria poesia visual no festival de audiovisual da Universidade Monica Herrera com o curta-metragem Pulsion (2019). Teve uma obra publicada na revista Naked Magazine, San Diego Califórnia, Estados Unidos (2019) e menção honrosa no festival de curta-metragens na Escola de Cinema do El Salvador (2019). Atualmente trabalha com direção de arte audiovisual e continua explorando temas sociopolíticos, também relacionados à sexualidade.

Batato

Batato

Óleo sobre tela 1989

Nua

Nua

Óleo sobre Tela 1988

AUTORRETRATO

AUTORRETRATO

Giz e pastel sobre papel 1980

Gustavo Marrone en su atelier

Gustavo Marrone en su atelier

Óleo sobre tela 1988

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

Técnica mista sobre tela 2018

LINKS ÚTEIS:

Fonte: