Julia Linda

BRASIL

1990

Julia Linda transita no universo da arte através de diversas linguagens, artista visual que se manifesta por meio do vestuário, visagismo, pintura, poesia e designer artesanal de artefatos, estilista. De forma mais ampla, sempre buscando a comunicação visual e imagética entre os símbolos de todas estas expressões artísticas que simplificam e enaltecem as particularidades de cada experiência individual. Iniciou Desenho de Moda pela Faculdade Santa Marcelina, não concluso por acreditar mais na vivência empírica para construção de sua trajetória artística e humana nessa experiência poética e sensível.
Tendo como foco a linguagem visual através da pintura com exposições já realizadas no espaço LAJE (SP), Mirante 9 de julho (SP), Colabirinto (SP), Estúdio Lâmina (SP), Galeria AURA (SP) desenvolve um trabalho como modelo vivo desde 2010, (para o Festival de Arte da Serrinha, Paraty em Foco, EBAC) que desde então vem agregando significado a sua pesquisa no universo das pinturas com foco em retrato utilizando o corpo como alegoria para uma visão ampla dos nossos medos, capacidades, finitudes; sexualidade, uma visão estética das intenções e atenções acerca do que ele apresenta e do que representam a partir dele, sem cerceá-lo ou submetê-lo, um grito a quem quer calar, reprimir ou sufocá-lo
como energia propulsora de contextualizações e considerações, utilizando do retrato como uma visão intrínseca de si e a partir desta visão um entendimento do mundo.
Diretora criativa e desenvolvedora da marca experimental Alastra, segue numa pesquisa politica de apropriação da matéria e ressignificação do corpo como individuo pensante e transformador do universo que nos rodeia, através de upcycling e provocação do fashion garbage das logomarcas ostensivas.

Batato

Batato

Óleo sobre tela 1989

Nua

Nua

Óleo sobre Tela 1988

AUTORRETRATO

AUTORRETRATO

Giz e pastel sobre papel 1980

Gustavo Marrone en su atelier

Gustavo Marrone en su atelier

Óleo sobre tela 1988

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

Técnica mista sobre tela 2018

LINKS ÚTEIS:

Fonte: