Maria Evelia Marmolejo

COLOMBIA

1958

Nascida em 1958 em Pradera, Colômbia, María Evelia Marmolejo estudou arte na Universidade de Santiago de Cali (1978-80). Depois que Marmolejo deixou a faculdade, ela se concentrou na performance, produzindo muitos de seus trabalhos entre 1981 e 1985. Ela centrou sua arte em questões-chave: opressão política, especificamente, na Colômbia dos anos 80, condições sociais e econômicas na América Latina e questões ambientais e de gênero.
Seu trabalho é caracterizado por sua natureza ritualística e intenção feminista e política, como pode ser visto em sua primeira apresentação, Anónimo 1 (Anonymous 1, 1981), realizada na Praça do Centro Administrativo Municipal de Cali, em homenagem aos torturados e desaparecidos durante o regime de Julio César Turbay Ayala (presidente, 1978–82). Para esta performance, as feridas autoinfligidas por Marmolejo e sua subsequente cura pretendiam chamar a atenção do público a violência política predominante na época. Um exemplo-chave de seu trabalho com foco em gênero é o 11 de marzo - ritual à la menstruación (11 de março - ritual em homenagem à menstruação, 1981). A artista considera essa performance um ritual de menstruação e uma celebração do corpo feminino e da centralidade da mulher na origem da vida.
Em 1985, quando a artista estava grávida de dois meses, ela se exilou em Madri devido à turbulência política na Colômbia. Lá, estudou vídeo e televisão no Centro de Ensañanza de la Imagen. Em 12 de outubro de 1985, a artista realizou a performance América na Plaza de Colón, em Madri, para protestar contra a celebração do quinquagésimo aniversário da "descoberta" das Américas, que levou à morte de sessenta e sete milhões de indígenas como resultado do colonialismo. Uma de suas performances mais radicais é Sesquilé, realizada em 5 de dezembro de 1985, no Hospital Anglo-Americano, em Madri, onde ela propôs que o nascimento de seu filho fosse considerado uma obra de arte, apenas para ser experimentadono hospital por um pequeno grupo de pessoas. Em 1996, Marmolejo mudou-se para Nova York, onde estudou na City University of New York (BA 2003, MA 2010).
Depois de 1985, Marmolejo produziu apenas duas apresentações, em 1992 e 2004; em 2013, a artista reativou sua carreira artística e apresentou novas performances em Miami, Nova York, Milão e San Pedro La Laguna, Guatemala.

Batato

Batato

Óleo sobre tela 1989

Nua

Nua

Óleo sobre Tela 1988

AUTORRETRATO

AUTORRETRATO

Giz e pastel sobre papel 1980

Gustavo Marrone en su atelier

Gustavo Marrone en su atelier

Óleo sobre tela 1988

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

Técnica mista sobre tela 2018

LINKS ÚTEIS:

Fonte: