Paz Errázuriz

CHILE

1944

Paz Errázuriz é uma fotógrafa chilena nascida em 2 de Fevereiro de 1944 em Santiago. Com atuação marcante durante a ditadura militar chilena de Augusto Pinochet, foi cofundadora do AFI (Associação de Fotógrafos Independentes) e produziu uma série de fotografias que criticavam o regime vigente.
É formada em educação pela University of Cambridge, em 1966, e pela Universidad Católica de Chile em 1972. Após a instauração do golpe militar, Paz foi obrigada a parar de dar aulas, passando a se dedicar a fotografia. A artista decidiu permanecer no país apesar do autoritarismo, mas para isso sentiu necessidade de se impor política e socialmente. Assim, como forma de resistência, passou a fazer fotografias de fotojornalismo por Santiago, entre os intervalos dos toques de recolher. Seu interesse estava nos campos marginalizados pela sociedade. Foi nesta época que surgiu a série Dormidos, em que fotografou pessoas dormindo pelas ruas da cidade. Para Paz, faltava ao Chile movimentos de resistência e “via Santiago como uma cidade adormecida, que não reagia aos militares”.
Seu trabalho foi exibido no Chile e destacou internacionalmente sua exposição Réplicas y Sombras na sala Fundación Telefónica em Santiago 2004, na Bienal de Veneza 2015 e a retrospectiva Adentro-Afuera na Mapfre Foundation em Madri 2015-2016, também exibida em Arles, França, no Museu Amparo em Puebla, México e no Museu Nacional de Belas Artes, Chile, em 2018.
Colaboradora da revista Apsi e de várias agências de imprensa, recebeu as bolsas Guggenheim (1986), Fundación Andes (1990), Fulbright (1992) e Fondart (1994, 2009 e 2018). Recebeu o Prêmio Ansel Adams, concedido pelo Instituto Norte-Americano de Cultura do Chile, em 1995, o Prêmio do Caminho Artístico do Círculo de Críticos de Arte do Chile em 2005 e o Prêmio Altazor em 2005. Em 2014, recebeu o prêmio Ordem de Mérito Pablo Neruda e o Prêmio PhotoEspaña em 2015. Em 2017, ele recebeu o Prêmio Nacional de Artes Plásticas.
Seu trabalho está nas coleções Daros, na Tate Gallery em Londres, no MoMA em NY e nos museus Guggenheim e National Museums of Fine Arts no Chile.

Batato

Batato

Óleo sobre tela 1989

Nua

Nua

Óleo sobre Tela 1988

AUTORRETRATO

AUTORRETRATO

Giz e pastel sobre papel 1980

Gustavo Marrone en su atelier

Gustavo Marrone en su atelier

Óleo sobre tela 1988

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

Técnica mista sobre tela 2018

LINKS ÚTEIS:

Fonte: