Simone Barreto

BRASIL

1984

Artista visual e arte-educadora com ênfase em desenho e gravura. Formada em Artes Visuais pelo Instituto Federal do Ceará, Realiza pesquisas independentes sobre narrativas autobiográficas femininas na arte contemporânea, a divisão sexual do trabalho no campo e na cidade, corpo e maternidade.
Como artista participou de diversas mostras, entre elas as exposições individuais Ouro Branco – a estrada é escura e arriscada, no Museu de Arte Contemporânea do Ceará (2019) e Ouro Branco, na Galeria Sem Título (Fortaleza, 2017). Também participou das exposições coletivas Biblioteca: floresta (Museu de Arte de Ribeirão Preto, 2018), Salão de Abril (Fortaleza, 2019), Salão de Abril (Fortaleza, 2018), Salão de Abril Sequestrado (Fortaleza, 2017), Salão de Abril (Fortaleza, 2016), Bângala: Yakã Ayê, na Galeria A Gentil Carioca (Rio de Janeiro, 2016).
Em 2010 realizou uma residência artística com ênfase em desenho no espaço de produção em Arte Contemporânea, Lugar a Dudas, situado em Cali, Colômbia. Em 2016 foi artista residente do Laboratório de Artes Visuais da Escola Porta Iracema das Artes. A artista foi premiada no Salão de Abril, onde recebeu o prêmio pela aquisição da obra “O que a vida pede da gente”. Em 2012, recebeu o Prêmio Leonilson do Edital das Artes da Secretaria de Cultura de Fortaleza. Em 2010, obteve o Prêmio Interações Estéticas da FUNARTE. Ainda em 2006 recebeu uma bolsa residência para artistas emergentes do Salão de Abril – Salão de Artes Visuais de Fortaleza.

Batato

Batato

Óleo sobre tela 1989

Nua

Nua

Óleo sobre Tela 1988

AUTORRETRATO

AUTORRETRATO

Giz e pastel sobre papel 1980

Gustavo Marrone en su atelier

Gustavo Marrone en su atelier

Óleo sobre tela 1988

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

Técnica mista sobre tela 2018

LINKS ÚTEIS:

Fonte: