Yela Loffredo

EQUADOR

1924 - 2020

Escultura nascida em Guayaquil, Equador, em 22 de julho de 1924, Yelo Loffredo, além de escultura, foi fundadora da Asociación Cultural Las Peñas e diretora do Museo Municipal de Guayaquil. Estudou na Escuela de Bellas Artes de Guayaquil, iniciando sua aprendizagem em técnicas escultóricas, e Arqueologia na Casa de la Cultura Núcleo del Guayas. Trouxe para suas esculturas um toque pessoal que a levou a ser uma das artistas mais importantes do Equador.
Em 1983, ela foi enviada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) à Paris para exibir suas obras ao lado de grandes artistas da América e da Europa. Em reconhecimento à sua habilidade, ele atuou no campo das artes plásticas - em nível nacional e internacional - e sua preocupação constante em promover essa disciplina artística, foi premiado em 1999, durante a presidência de Jamil Mahuad, com o Prêmio Nacional Eugenio Espejo.
De sua grande carreira, destacam-se trabalhos como “Venus de Valdivia”, uma obra escultórica que representa a indígena Valdivia da costa equatoriana. A "Vênus de Valdivia" foi projetada por Yela e feita em bronze pelo engenheiro Guido Ochoa. Em 1984, ele apresentou sua exposição individual "Symphony of Forms", que foi muito elogiada por todos e recebeu ótimas críticas.
Faleceu em 16 de maio de 2020 aos 99 anos de idade.

Batato

Batato

Óleo sobre tela 1989

Nua

Nua

Óleo sobre Tela 1988

AUTORRETRATO

AUTORRETRATO

Giz e pastel sobre papel 1980

Gustavo Marrone en su atelier

Gustavo Marrone en su atelier

Óleo sobre tela 1988

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

El psicoanálisis con rabia roía el cráneo por dentro y por fuera

Técnica mista sobre tela 2018

LINKS ÚTEIS:

Fonte: