top of page
  • Foto do escritorEquipe Artistas Latinas

MAR inaugura exposição em parceria com o Instituto Artistas Latinas

Abolicionistas Brasileiras traz obras de oito artistas que retratam mulheres que foram lideranças na luta contra a escravização no país



Odoyá, Maria Felipa (2023) da artista Mariana Maia | Acervo permanente do Museu de Arte do Rio | Doação: Instituto Artistas Latinas e Coleção Japu | Foto: Ana Bia Novais

O Museu de Arte do Rio inaugura no dia 09 de março a exposição Abolicionistas Brasileiras, com curadoria de Ana Carla Soler. Esta mostra, realizada em parceria com o Instituto Artistas Latinas, faz parte das comemorações de 11 anos do MAR. A série de trabalhos apresentados  foi realizada junto à Coleção Japu e traz obras de oito artistas contemporâneas brasileiras inspiradas nas histórias de vida de mulheres que tiveram papéis de destaque e liderança na luta e resistência no processo de abolição da escravização no Brasil. A exposição ocupa a biblioteca do MAR e conta com a participação das artistas Guilhermina Augusti, Renata Felinto, Sheyla Ayo, Stefany Lima, Mariana Maia, Roberta Holiday, Thais Iroko e Thaís Basílio.

Abolicionistas Brasileiras é parte da programação artística do Instituto Artistas Latinas, que tem entre suas ações, uma plataforma internacional de mapeamento de artistas contemporâneas em toda a América Latina, atuando como força de inserção de artistas mulheres emergentes no sistema da Arte. Na mostra, o protagonismo feminino negro durante a luta contra a escravização no Brasil é representado através de personalidades como: Adelina, Anastácia, Aqualtune, Esperança Garcia, Luiza Mahin, Maria Felipa, Maria Firmina dos Reis e Maria Tomásia Figueira Lima. 

Aqualtune em Escuro Indizível n2 (2023) da artista Guilhermina Augusti | Acervo permanente do Museu de Arte do Rio | Doação: Instituto Artistas Latinas e Coleção Japu | Foto: Ana Bia Novais

“A exposição Abolicionistas Brasileiras surge como mais uma tentativa de reintegrar o legado de mulheres que estiveram à frente das articulações que foram alicerces para a abolição da escravatura no Brasil. Esse projeto se desenvolve desde 2023 no âmbito da investigação, realizando o mapeamento das personagens, as pesquisas históricas e fazendo o acompanhamento das artistas no desenvolvimento das obras. Trazer para o público no Museu de Arte do Rio esse trabalho é uma forma de possibilitar que as conquistas dessas mulheres impactem a vida de muitas de pessoas”, comenta a curadora Ana Carla Soler.  A mostra fica em cartaz até 30 de junho e tem entrada gratuita.


MUSEU DE ARTE DO RIO

 

O MAR é um museu da Prefeitura do Rio e a sua concepção é fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Roberto Marinho. Em janeiro de 2021, o Museu de Arte do Rio passou a ser gerido pela Organização de Estados Ibero-americanos (OEI) que, em cooperação com a Secretaria Municipal de Cultura, tem apoiado as programações expositivas e educativas do MAR por meio da realização de um conjunto amplo de atividades. A OEI é um organismo internacional de cooperação que tem na cultura, na educação e na ciência os seus mandatos institucionais.

 “O Museu de Arte do Rio, para a OEI, representa um espaço de fortalecimento do acesso à cultura, ao ensino e à pluralidade intimamente relacionado com o território ao qual está inserido. Além de contribuir para a formação nas artes e na educação, tendo no Rio de Janeiro, com sua história e suas expressões, a matéria-prima para o nosso trabalho”, comenta Leonardo Barchini, Diretor e Chefe da Representação da OEI no Brasil. Em 2024, a OEI e o Instituto Arte Cidadania (IAC) celebraram a parceria com o intuito de fortalecer as ações desenvolvidas no museu, conjugando esforços e revigorando o impacto cultural e educativo do MAR, a partir de quando o IAC passa a auxiliar na correalização da programação.

O MAR tem o Instituto Cultural Vale como mantenedor, a Equinor e a Globo como patrocinadores master e o Itaú Unibanco como patrocinador. São os parceiros de mídia do MAR: a Globo e o Canal Curta.

A Machado Meyer Advogados e a Wilson Sons também apoiam o MAR.

O MAR conta ainda com o apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro, do Governo do Estado do Rio de Janeiro, do Ministério da Cultura e do Governo Federal do Brasil, também via Lei Federal de Incentivo à Cultura.

 

Mais informações em www.museudeartedorio.org.br


 🔹Serviço: 

Exposição: Abolicionistas brasileiras

Curadoria: Ana Carla Soler

Abertura: 09 de março de 2023

Data: de 09/03 à 30/06/24

Realização: Instituto Artistas Latinas

Local: Biblioteca do Museu de Arte do Rio (MAR)

Endereço: Praça Mauá, 5 - Saúde, Rio de Janeiro - RJ

Visitação gratuita


38 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page